Archive for the ‘negros nos Estados Unidos’ Category

African-American/Afro-Brazilian Connection – Conexão afro-americana/afro-brasileira

February 20, 2008

Was’sup folks!

Welcome to the afro brasil america online blog. The goal of this blog is to introduce Africa’s descendants in Brasil and the United States to each other. Here, I will discuss issues of race, racism, racial identity, culture, history, entertainment, etc. My posts on this blog will be based on my ongoing research into the position of African-Americans in American society and Afro-Brazilians in Brazilian society. Throughout my research I have found that the situation of the African descendant throughout the world is similar to his/her counterpart in other countries throughout the African Diaspora. The goal is to build a bridge of communication between Africa’s descendants in Brazil and the United States.

Why Brazil? Why America?

Well, there are several reasons:

1) In the globalized society in which we live, it is vital that we begin to see ourselves as global citizens regardless of our countries of origin.

2) Because of US global dominance in the post-World War II era, images of US culture and its people have been transmitted throughout the world contributing to a very narrow minded view of the world amongst American citizens. Yet, within the US, American citizens of African descent are often found in situations and treated like Third World citizens in a country that is considered the most powerful in the World. While most Brazilians are familiar with issues affecting Americans of African descent, many Americans are not familiar with issues that affect Brazilians of African descent.

3) Brazil and the United States have the two largest populations of African descent in the Americas. Of the 15-20 million African slaves that were brought to the Americas, 38% of them were brought to Brazil while only 4% were brought to the United States. Today, there are 38 million African-Americans and approximately 90 million Afro-Brazilians*.

4) While there are several differences between the African-American and Afro-Brazilian populations, there are several similarities that have, in many ways, left both populations in similar positions in their respective societies.

5) There are an estimated 150 million African descendants living in North America, South America and the Caribbean. Of all the countries in the Americas, Brazil has the strongest movement for the rights of blacks with well over 600 organizations dedicated to addressing issues of black identity, black culture and racism.

In my experiences, I believe that Brazilians are far more open to learning about foreign cultures than Americans. Many Americans vehemently reject learning the cultures and languages of other countries. But with today’s technology, a lack of exposure to other cultures can become a hindrance to our future as the rest of the world continues to advance with or without the involvement of American society.

I hope that this blog contributes to an acknowledgement of our similarities as well as an understanding of our differences. African-Americans and Afro-Brazilians have much to learn from each other; with this in mind, leave your cultural prejudices behind and let’s learn about our cousins!

* As race is a social construct, for some, Brazil’s black population represents 49% of nearly 190 million people. Some say Brazil’s black population is only 7% while others estimate it to be in the 60-70% range.

E aih, galera!

Bem-vindo ao blog online afro brasil america. O objetivo deste blog é apresentar os afro-descendentes do Brasil e dos Estados Unidos uns aos outros. Aqui, vou discutir questões de raça, racismo, a identidade racial, a cultura, história, entretenimento, etc. Meus posts neste blog serão baseados na minha continua persquisa sobre a posição dos afro-americanos na sociedade americana e afro-brasileiros na sociedade do Brasil. Ao longo da minha pesquisa eu descobri que a situação do Afro-descendente em todo o mundo é parecida com a de seus semalhantes em outros países em todo a diáspora africana. O objetivo é construir uma ponte de comunicação entre os afro-descendentes no Brasil e nos Estados Unidos.

Por que Brasil? Porque América?

Bem, existem várias razões:

1) Na sociedade globalizada em que vivemos, é vital que comecemos a nos ver como cidadãos globais, independentemente dos nossos países de origem.

2) Devido a dominância global dos Estados Unidos no pós-Segunda Guerra Mundial, imagens da cultura dos Estados Unidos e seu povo tem sido transmitidas em todo o mundo contribuindo para uma visão do mundo muito estreita entre os cidadãos americanos. No entanto, dentro os Estados Unidos, cidadãos americanos de ascendência africana são freqüentemente vivem em situações encontratadas em paises em desenvolvimento em um país que é considerado o mais poderoso no mundo. Enquanto a maioria dos brasileiros estão familiarizados com as questões que afetam os americanos de ascendência africana, muitos americanos não estão familiarizados com os problemas que afectam os afro-brasileiros.

3) O Brasil e os Estados Unidos possuem as duas maiores populações de descendência africana nas Américas. Dos 15-20 milhões de escravos africanos que foram trazidos para as Américas, 38% deles foram trazidos para o Brasil, enquanto apenas 4% foram levados para os Estados Unidos. Hoje, existem 38 milhões de afro-americanos e cerca de 90 milhões de afro-brasileiros*.

4) Apesar de existirem várias diferenças entre as populações afro-americana e afro-brasileira, há várias semelhanças que, em muitos aspectos, deixou ambas as populações em posições semelhantes em suas respectivas sociedades.

5) Há estimadamente 150 milhões de afro descendentes na América do Norte, América do Sul e no Caribe. De todos os países das Américas, o Brasil tem o mais forte movimento pelos direitos dos negros com mais de 600 organizações dedicadas a tratar de questões de identidade e cultura negra e racismo.

Na minha experiência, acredito que brasileiros são muito mais abertos a aprender sobre culturas estrangeiras do que os americanos. Muitos americanos rejeitam veementemente a aprender línguas e culturas de outros países. Mas, com a tecnologia de hoje, a falta de exposição a outras culturas pode se tornar um obstáculo para o nosso futuro, enquanto o resto do mundo continua a avancar com ou sem o envolvimento da sociedade americana.

Espero que este blog contribua para um reconhecimento das nossas semelhanças, bem como uma compreensão das nossas diferenças. Afro-americanos e afro-brasileiros têm muito a aprender uns com os outros; com isto em mente, deixe para trás seus preconceitos culturais e vamos aprender mais sobre os nossos primos!

*Como raca é uma construção social, para alguns, a população negra do Brasil representa 49% dos quase 190 milhões de pessoas. Alguns dizem que a população negra o Brasil é de apenas 7%, enquanto outros estimam que seja no intervalo 60-70%.


Follow

Get every new post delivered to your Inbox.